[P+2T] Ebook Erótico #2: Download gratuito!

terça-feira, outubro 23, 2012

Um poema íntegro

terça-feira, outubro 23, 2012
Acabo
de ler
uma boa porção
de frases do meu
autor favorito
nada como
ele para
abrir o apetite
feito
uma garrafa de vinho
e agora vejo tudo
toda e qualquer coisa

como um poema.

nada muito diferente
de estar de porre
mas não estou.

Qualquer coisa
pode ser
um poema

'Duas gatas
brigando dentro de
uma caixa
de papel
numa tarde
ventosa de inverno
dois dias antes do fim
da estação'

Qualquer coisa
pode ser
um poema

Basta que se saiba
o que deixar
ficar, o que mudar
como cortar qual
palavra ou frase
inteira, sem dó
ou enfiar
nos lugares certos

E qualquer coisa
pode ser um poema

'Duas gatas
de papel
numa tarde ventosa de inverno'
...ventosa de inverno?
ventosa... Aff!
'Duas gatas brigando
numa tarde de inverno
numa tarde
chuvosa de inverno
de inverno.'

'Duas gatas da estação...
dois dias antes do fim'

Qualquer coisa pode
ser um poema
mas é bom
que nem tudo seja
visto como um
pois não é.
qualquer
coisa
pode ser
mas é
melhor
que não tenha
muitos pontos
e que não traga espaço
qualquer
ao acaso.

'Duas gatas
numa caixa de papel
dois dias antes do fim'

Difícil é saber
sentir
o momento certo
para o bom
e velho bota-e-tira-e-bota.
uma vez feito
isso e
qualquer coisa pode ser um poema

Escrevo esse enquanto
preparo o almoço.
faço qualquer coisa
e quase deixo
cair no chão
a massa
ainda crua

como o poema

olho a sala
e a briga
acabou
só resta agora
uma gata dentro
da tal caixa de papel
esquecida sob a janela
numa tarde de vento forte
quase no fim do inverno

O que não se pode dizer
para efeitos poéticos
é que o lado que a caixa estava
era o de dentro
e que a briga nem mesmo era
por ela
e que o nenê agora chora
enquanto a massa ferve
e quase tudo passa do ponto

como o poema

enquanto escrevo
um punhado de coisas
sem sentido
num caderno apoiado
sobre a pia da cozinha
um punhado de coisas...
que mais tarde tornar-se-ão
em versos mais ou menos
organizados
num poema.

A briga acabou
a massa aprontou
o bebê parou
de chorar
e eu não vi
o fim de qualquer coisa
por conta deste tal -maldito- poema
que talvez funcionasse bem
sem tirar
nem por
qualquer coisa.

Agora, já
distante do efeito embriagante
dos versos
inicialmente ingeridos
penso pra quê?
tando trabalho por um poema...
que talvez funcionasse melhor
do jeito exato
como foi escrito
inteiro
pela primeira
(e, provavelmente, única)
vez.

0 comentários:

P+2T: Especial Erótico! Baixe o seu.

Curtiu? Curte lá: P+2T no Facebook

Ou siga por email, inscrevendo o seu aqui:

 
◄Design by Pocket Distributed by Deluxe Templates
Blogger Templates