[P+2T] Ebook Erótico #2: Download gratuito!

sábado, junho 13, 2009

CRÔNICA - O importante é o Amor

sábado, junho 13, 2009





Publicada no Caderno Mulher - J.Agora
Ilustração: Lorde Lobo







A comemoração do Dia dos Namorados ou Dia de São Valentim, possui várias origens possíveis. A mais famosa delas envolve São Valentin, bispo romano do século III, que continuou a celebrar casamentos mesmo contra as ordens do imperador Cláudio II (que os havia proibido a fim de manter os jovens solteiros e assim formar um grande exército - o alistamento não era obrigatório). O bispo Valentin acabou decapitado em 14 de Fevereiro de 270 d.C., mas não sem antes, na prisão, se apaixonar pela jovem filha cega do carcereiro – Assíria – que milagrosamente recuperou a visão.

Já a versão Romana fala do festival “Os Lupercalia”, celebrado em 15 de Fevereiro - data que, no calendário romano, coincidia com o início da Primavera. Na véspera do festival os nomes das moças eram escritos em papéis e depositados em recipientes, de onde cada rapaz sortearia o nome daquela que seria seu par durante o festival (ou, com sorte, por toda a vida).

Com o tempo, o dia 14 de Fevereiro ficou marcado como a data de troca de mensagens amorosas entre namorados, sobretudo na Europa e, mais tarde, nos Estados Unidos. No Japão o “Barentain dee” tem duas comemorações: a primeira em 14 de fevereiro, quando as mulheres presenteiam amigos, namorados e afins com chocolates, e a segunda no dia 14 de março, é a vez de eles retribuírem.

No Brasil comemoramos o Dia dos Namorados em 12 de junho por ser véspera do Dia de Santo Antônio, santo português com tradição de casamenteiro (segundo a lenda, era um excelente conciliador de casais – além de intercessor dos pobres e das causas perdidas).

Independente da origem e dia específico, a data é um lembrete a despertar o romantismo latente em cada um de nós, pondo-o em prática, seja de forma tradicional, ou mais criativa – o importante é expressar os sentimentos, homenageando a pessoa amada. E nada como datas e rituais para unir as pessoas e imortalizar nas memórias os bons momentos.

Antigamente bastava um bilhetinho carinhoso para tanto, hoje em dia é preciso um pouco mais. O “pacote romântico” mais comum inclui, além do “bilhetinho e presentinho”, um “cineminha” a dois – ou DVD romântico – seguido por um “jantarzinho” (sim, pois o uso do diminutivo é obrigatório em linguagem romântica casual). O tal jantarzinho, pode ser em casa, com aquela “comidinha” favorita do parceiro ou no restaurante favorito do casal, o que nesta data, a menos que um dos dois seja um ser precavido e tenha feito reservas, significa a pizzaria onde se encontrar mesa vaga – mas tudo bem, o importante é amar e estar “juntinho” – com o parceiro e não com o vizinho da mesa ao lado, tão colada na sua que acaba ganhando um lugar nas fotos e memórias.

A pizza chega fria, seu vizinho de mesa consegue ser mais intragável que ela e, pra completar, seu namorado esta nervoso, pois a mesa improvisada no corredor não tem acesso à TV. Mas tudo bem, o importante é amar. E é exatamente isso que você pretende por em prática tão logo saia deste bentido lugar. Afinal, a melhor parte é sempre guardada para o final: esticar a noite faz parte do pacote romântico (e não aceita diminutivos). Para as casadas ou emancipadas, significa deixar as crianças na casa de alguém, perfumar e arrumar eroticamente – o quarto e o corpo – e o resto fica por conta da imaginação.

Já para os solteiros a noite será longa... Não que tenham mais imaginação e disposição, mas, a menos que um dos dois seja duplamente precavido, eles terão que enfrentar uma verdadeira peregrinação e inevitavelmente fila – é a tradicional “fila de motel” – quer coisa mais romântica? Se achar uma mesa vaga nesta data é uma tarefa difícil, imagine um quarto (dificuldade bem compreensível). Haja calor humano pra superar a fria espera em plena noite de junho! Mas tudo bem: Não tem tempo ruim quando o romantismo está presente, ativo e operante!

Quem está solteiro pode aproveitar o momento para exercitar o amor próprio – ao menos não terá dificuldades em escolher o presente, nem precisará enfrentar as “ciladas românticas” clássicas desta data. Já quem deixou para comemorar no final de semana: corra ao telefone, faça logo as reservas e prepare-se para esquentar noite. Só não se esqueça de levar o bom humor – não deixe um “imprevistozinho” qualquer desligar seu romantismo – nesta data:
- O importante é o amor...

0 comentários:

P+2T: Especial Erótico! Baixe o seu.

Curtiu? Curte lá: P+2T no Facebook

Ou siga por email, inscrevendo o seu aqui:

 
◄Design by Pocket Distributed by Deluxe Templates
Blogger Templates