[P+2T] Ebook Erótico #2: Download gratuito!

quinta-feira, julho 30, 2009

HAIKU/HAIkAI

quinta-feira, julho 30, 2009



O casulo vazio expõe
A verdade já eclodida
A vida é um vôo


O desabrochar
Da flor ao fruto enfim
À terra voltar


Quando a chuva cai
Na terra a vida germina
Em flor de lótus


Casca e polpa
Baú da verdadeira vida
Latente em semente


O soprar do vento
Faz correr eterno rio
No girar da roda



Imagem: David Mack


Haikai (Haiku ou Hai-kai) by Ju

Pequena poesia com métrica e moldes orientais, surgida no século XVI, derivada do "Tanka" (forma anterior de poesia, em voga no Japão entre os séculos IX e XII). Foi introduzida (e traduzida) no Brasil por Guilherme de Almeida em 1936.

Associado a filosofia Zen, o hai-kai capturar a essência do local numa poesia contemplativa e descritiva - como um "insight" puro e simples - oriundo da união com a natureza. Foca o momento X o eterno + o elemento de surpresa.

"O haiku é a arte de dizer o máximo com o mínimo"

Numa descrição o mais fiel possível à sua forma original (japonesa), o hai-kai consta de 17 sílabas poéticas em 3 versos (5-7-5), sem rima nem título, onde o primeiro verso expressa algo permanente, eterno; o segundo introduz uma novidade, um fenômeno - e o terceiro é a síntese, a conclusão. Há ainda o Kigo que é uma palavra relativa a uma estação do ano em que o poema foi escrito.

Desde que o Hai-kai (que eu prefiro chamar de haiku) chegou aqui, surgiram diversas vertentes - algumas mais conservadoras (H. Masuda Goga e Teruko Oda), outras mais "adaptadas" a nossa língua (Paulo Leminski). Resumindo: o Hai-kai já ganhou rima, perdeu rima, adaptou-se e voltou as suas origens, mas nunca perdeu a beleza que mora nas coisas simples- e, cá pra nós: - Como é difícil alcançar esta simplicidade!

- Eu - apenas engatinho neste terreno - mas vislumbro um longo caminho que me leve ao princípio.

Fontes de pequisa: *O zen e a arte do Haikai - *Wikipédia - *HAIKU - poesia tradicional japonesa - *Recanto das Letras - *Mundo Haiku

5 comentários:

W. Fernandes disse...

O interessante desses "moldes" para poemas é que instigam a criatividade. Sinceramente, não sabia do padrão Haikai (ou Haiku). MAs um desafio!

Bjão e ótimo blog, ehim!

Carol disse...

Nossa, gostei muito dos haikais, delicados e sublimes. O interessante é que desde que aprendi um pouco sobre o assunto, vejo que cada lugar diz uma coisa diversa. Mas ok, sobrevivemos!
beijo!

V. disse...

Ju, uma boa fonte de consulta está na minha, na sua, na nossa SAMIZDAT: http://www.revistasamizdat.com/2008/06/trs-versos.html

Artigo escrito por mim, para diferenciar o poetrix do haicai, e que tornou-se a introdução do livro Poetrix, da Oficina Editora.

Não é só porque eu escrevi... rsrs... mas é um bom artigo.

Besos!

Renata de Aragão Lopes disse...

Eu gosto muito!
Tenho vários escritos
e nenhum publicado.

Belo caminho novo! : )

Renata de Aragão Lopes disse...

Seguindo-te:
já publiquei um haikai!
Aguardarei teu comentário.
Beijo.

P+2T: Especial Erótico! Baixe o seu.

Curtiu? Curte lá: P+2T no Facebook

Ou siga por email, inscrevendo o seu aqui:

 
◄Design by Pocket Distributed by Deluxe Templates
Blogger Templates