[P+2T] Ebook Erótico #2: Download gratuito!

terça-feira, julho 16, 2013

Cansaço poético-reflexivo

terça-feira, julho 16, 2013
E quando um poeta cansa?
um cansaço absurdo
de todas as coisas
poéticas
cafonas
dos poetas
e de seus poemas
(especialmente os de amor
e as rimas! pobres rimas

podres)
daquilo q
ue suja
a poesia
("imaculada", diriam eles)
a verdadeira poesia
que vem do âmago do ser
(não dali, da região do umbigo)
a arte pura
tão nobre e altiva
a matéria prima
brutal e lasciva

(porque nem toda rima mata)


e quando ele se cansa
daquilo que o faz
mais que existir
persistir
e ir além
-o fôlego que vem
quando já
sufocado está
e quase morto
quase morto
quase
Imagem by Stella Im Hultberg

(existirá poesia sem drama?
sem repetições de efeito?
sem quebras confusas e
sem rima, a maldita rima?
sim. e muitas!

mas é bem provável 
que poucos hão de gostar
além do poeta 
para quem o próprio escreve)

quando ele cansa
disso tudo
o que fazer?
nada lhe resta
que tenha valia
além de evitar
encarar o exército
de rostos pálidos
e corpos nus
centenas a milhares deles
todos idênticos
um a cópia imperfeita
do outro
a lhe vigiar, a lhe perscrutar
a lhe perseguir e a julgar
com olhos brancos
com bocas murchas
e braços flácidos
a lhe chamar, a lhe esperar
a lhe acenar, a lhe aceitar
para um dia a eles se juntar
a vagar e a divagar
sofrendo (como há de ser)
eternamente (oh, poeta)
no espelho.

1 comentários:

Carlos Davissara disse...

Figura maldita é a do poeta. E para piorar, tem a certeza de que morrerá pobre. Os prosadores ainda tiram uns trocados por aí, mas os poetas... Contudo, talvez o perfil do poeta seja o do verdadeiro artista, e de seus poemas, a verdadeira arte.

P+2T: Especial Erótico! Baixe o seu.

Curtiu? Curte lá: P+2T no Facebook

Ou siga por email, inscrevendo o seu aqui:

 
◄Design by Pocket Distributed by Deluxe Templates
Blogger Templates