[P+2T] Ebook Erótico #2: Download gratuito!

segunda-feira, junho 27, 2011

Wrong hands

segunda-feira, junho 27, 2011 2
"I was marching to the wrong drum...
I was on the wrong page of the wrong book"♪ 

- Versos de "Wrong", Depeche Mode [letra e vídeo, AQUI], que inspiraram uma resposta in english 
[a versão em português do poema "mãos erradas" se chama "O livro e o tambor"]


Foto [feita especialmente para este poema- thanks a lot!] by V. Camargo Júnior

Where could be: the book
Onde poderiam estar: o livro

and the drum right for these
e o tambor certos para essas

hands which drop
mãos que derrubam

and break things in
e quebram coisas em

[more than] ever[y]-
[mais que nunca] qual-

-where... where?
-quer lugar. onde... onde?

sábado, junho 25, 2011

do bom poeta e do poeta bom

sábado, junho 25, 2011 3
Anjos, by Jairo Tx
[Nanquim e bico de pena s/papel parte de Seres, Penas, Pelos, Baratas e Lobos]


Creio que a tarefa consista
apenas em dominar
a arte de colar -de preferência
no lugar certo- só
mais essa
pena...
e com fôlego soprar, e
com força ordenar:

vai, alminha!
                  vai!

                         voa...
                               voa!
         
                     
                                      assim...
                                              assim...


                                        não,
                                  não,
                                        não
                                       !

Poderia tentar outra vez?


"...um bom poeta pode fazer uma alma despedaçada voar!"
- Charles Bukowski [inspiração]

quarta-feira, junho 22, 2011

Carência de pedra

quarta-feira, junho 22, 2011 0
by Marguerite Sauvage



nuas

quando
estavam

mostravam-se
muito mais vazias
que sua alva superfície

bem esculpida assim/se dizia

e no frio espaço fazia
crescer um carecer
(d) às orelhas

de (pouco)
+ que 1

brinco

terça-feira, junho 21, 2011

Poesia no Bar - Vídeo!

terça-feira, junho 21, 2011 1
Pra quem, por motivos de força maior, não esteve presente na 6a. edição do Poesia no Bar - especial pelos 10 anos da Radio Com - ocorrido na última quinta-feira, 16, no Pub do Clube Comercial, em Pelotas, e também para quem ouviu pelo rádio ou internet, [ou não, de pura sem-vergonhice], fica aqui um gostinho da delícia que foi o evento! 


Não percam os próximos!!!

Beijos, Ju B.

sábado, junho 18, 2011

Homens -crônica

sábado, junho 18, 2011 0
Publicada no caderno Mulher Interativa - jornal Agora [18/19 de junho de 2011]

Ilustração de Lorde Lobo


Gostava da dureza de suas vozes, faces, músculos, mãos e outros membros. Vez ou outra, via um exemplar perfeito da espécie a expressar toda a sua imperfeição. Eles levavam algumas vantagens sobre nós, na força para lidar com coisas brutas, feito tampas, tapas e trincos. Eram menos perdidos que nós, mas nem por isso deixavam de se perder entre nossos cabelos, colos e pernas - entrelaçados...

Quase sempre queriam estar por cima. Ocupar o topo, encabeçar a lista, mas só vinham quando deixávamos de chamá-los, e, quando exaustas e já roucas de tanto apelar em vão, deixávamos. E então, eles vinham... vinham afoitos, vinham à espreita, vinham em bando, vinham e vinham, mas no fim do caminho nunca chegavam. Não quero dizer com isso que, de alguma forma, perdiam-se. Nunca. Mas...

Perdiam-nos. Sempre! Ou éramos nós que, ao seguir a natureza, andávamos em círculos, ora a enrolar, ora a desvencilhar, e assim acabávamos por deles nos perder. Afinal, são eles a ocupar o centro do mundo. Nós, apenas orbitamos ao redor, rodeamos... ou assim os fazemos pensar.

"Nossa persuasão pode construir uma nação" 
[como diz na música "Run The World (Girls), ou Mandam no Mundo (Garotas)", de Beyoncé].


A verdade? Ah, a verdade é uma incógnita e assim deve permanecer. O segredo faz parte de um jogo que, até onde me cabe aqui dizer, não é do interesse de nenhuma das partes interromper, ganhar ou perder.


"Mulheres: gostava das cores de suas roupas do jeito delas andarem da crueldade de certas caras. Vez por outra, via um rosto de beleza quase pura, total e completamente feminina. Elas levavam vantagem sobre a gente: planejavam melhor as coisas, eram mais organizadas. Enquanto os homens viam futebol, tomavam cerveja ou jogavam boliche, elas, as mulheres, pensavam na gente, concentradas, estudiosas, decididas: a nos aceitar, a nos descartar, a nos trocar, a nos matar ou simplesmente a nos abandonar. No fim das contas, pouco importava seja lá o que decidissem, a gente acabava mesmo na solidão e na loucura."
- de Charles Bukowski, texto que inspirou esta crônica.

quarta-feira, junho 15, 2011

Pensa.lento

quarta-feira, junho 15, 2011 1
"The Feather" by Movezerb
Começo a perceber que talvez seja só
para mim que as coisas
[de matéria ou de memória]
deixam longos e viscosos rastros, feito lesmas...


                                            ...apego saudoso

                                                                       ...saudade pegajosa


...e meu relógio anda a 1/4
do tempo
que os outros esperam de mim
por mim? não estou bem certa...

A lentidão das horas
e o arrastar dos sentires sempre
pareceram-me tão adequados... que, todos
os dias, já pela manhã, padeço do mal do desacordo...

E vejo o perecer dos segundos por detrás das pálpebras
um lento piscar pode guardar um tanto de mágoa
um pouco de sono ou muito
muito mais que isso...

terça-feira, junho 14, 2011

Desse jeito

terça-feira, junho 14, 2011 0
"Aleatórios" foto by Ju B.


        Era alguma coisa
no jeito dele falar
na fome
na pressa
latente
naquela mão
o peso
daquele olhar
ou algo assim
tão sem nome deixava-a
tão sem jeito
tentava
teimava
titubeava
a manter alguma coisa
(por menor que fosse)
que não fosse dele, mas
(ao menos um “mas”)
dele era – tudo e lamentava
pelo jeito estranho
que tem o tempo
de mudar os rostos
de afastar os corpos
de (con)torcer os verbos
de apagar os nomes
ou algo assim
desse jeito.

segunda-feira, junho 13, 2011

Eventos: P+2T por aí

segunda-feira, junho 13, 2011 0
JUNHO [PELOTAS]

- Especial Poesia no Bar – Rádio Com 10 anos no ar
Dia 16 de junho (quinta-feira), a 6a.edição do projeto Poesia no Bar  prepara um evento especial: um sarau em comemoração aos 10 anos da Radiocom!   Desta vez, além da distribuição de poemas impressos em marca textos, a poesia ganha a interpretação de seus próprios autores. O encontro reunirá grandes poetas da cena literária de Pelotas e região, contará também com a apresentação de um trio instrumental de Jazz formado por Celso Krause, Zé Ricardo e Popó.
 
São autores confirmados:
- Alvaro Barcellos
- Daniel Moreira
- Daniela Castro
- Duda Keiber
- Ediane Oliveira
- Emanuelle Freitas
- Gil Fernandes
- Janete Flores
- Jorge Braga
- Jorge Passos
► Ju Blasina
- Mara Agripina
- Marília Kosby – Arroio Grande
- Pedro Moacyr Peres
- Richard Serraria – Porto Alegre
- Sérgio Christino
- Valder Valeirão
- Vinícius Kusma
- V Camargo Júnior

E olha que lindo o cartaz! Amei.


O evento tem início às 19h desta quinta, 16, no Pub do Clube Comercial Rua Félix da Cunha, 663 [esquina General Neto] – Centro – Pelotas/RS. [R$ 5,00 no local].

Ah, e quem não puder estar presente, pode, ainda assim, acompanhar a festa: o recital terá transmissão ao vivo
no prefixo 104.5 FM [para Pelotas] ou na internet pelo SITE da Radiocom ►www.radiocom.org.br.





- P+2T + eu, no Olhares
 Dia 23, quinta-feira, das 21h às 22h30min, esta poeta que vos fala [JuB] participa do programa de entrevistas [sobre literatura e 'arteiros' da região] "Olhares", na Radiocom 104.5 FM, apresentado pro Alvaro Barcellos. A rádio pode ser acessada [e ouvida!] pelo www.radiocom.org.br [◄ ouça - transmissão ao vivo ;]

terça-feira, junho 07, 2011

En.cantos dela

terça-feira, junho 07, 2011 1
Poema escrito para o -e lido no- evento "Garotas fazem arte",
realizado em 30 de maio de 2011, no CMC, Rio Grande - RS.

by Sophie Griotto
O que me encanta
na mulher
é o plural.
a sonoridade
sibilada dos "ésses"
o separar das sílabas
singelo
vaga-rosa-mente
delicada-mente
feminino.

O que me encanta
na mulher é
o plural
que em outras
línguas se faz
de outras formas
com outros dilemas
de gênero
de número
de menor importância.

O que me encanta
na mulher
de fato
é a pluralidade
da trama
de sentires à gama
de saberes
que só
a sua singularidade
comporta.

Garotas fazem Arte - e fazem mesmo!

Há exatos 7 dias, o CMC [Centro Municipal de Cultura Inah Emil Martensen], de Rio Grande, sediou a 6ª edição do Garotas Fazem Arte. O evento, organizado pelo músico Carioca Feitosa [do famoso Estúdio do Carioca], tinha como objetivo prestar, através da arte, uma homenagem ao Dia Internacional da Mulher, comemorado em 08 de março. E, o fez muito, muito bem! Ainda que com 'algum atraso', já que a primeira data proposta, 10 de março, precisou ser adiada devido temporal horroroso que atingiu o município na época, alagando ruas, sapatos e casas - inclusive o local do evento!

Mas, como disse o Carioca ao me comunicar a nova data pelo telefone:  
"Todo dia é dia de homenagear as mulheres!"
Se todo é, ou não, eu não sei, mas este 31 de maio, certamente, foi!

O convite para apresentações femininas, musicais e literárias, aliado à entrada franca, lotou o auditório do CMC. Admito que fui 'um tanto' surpreendida quando o Carioca praticamente me empurrou para o palco pedindo para que eu apresentasse o evento, afinal, aquela era "uma noite para as mulheres (...) o palco é de vocês", dizia ele. E, de fato, foi: a parte musical contou com as apresentações de Laura Bastos e Inaê Dutra, Andressa Gutierres, Suellen Rubira, Claudia Gama, Lilian Guedes, Marina Reguffe e Milene Cacciamani. E intercalando a todas elas, eu e meus queridos textos - segue abaixo a lista dos eleitos para este evento:


[Clique sobre os títulos para ler os textos de Ju Blasina]
- Apenas uma mulher [crônica] - Tão adequada ao evento que me emocionei...
- En.cantos dela - poema inédito, até o evento 
- Peçonha [poema] - de amor, do mal!
- Embrulho [performance poética] - pretendo postar em videopoema também


As "arteiras"
Marina Reguffe ao lado de seu pai





←Suellen Rubira 

Milene Cacciamani→  
Lilian Guedes ----------------------- Claudia Gama

Andressa Gutierres cantou "Don't know why" (Norah Jones), "Underneath you clothes" (Shakira), Telephone (Gaga) e "You Learn" (Alanis). Deixo aqui registrada a intenção de arrastar essa menina comigo para outros projetos e eventos culturais - aguardem!

"Adorei o evento e acho que precisamos de iniciativas como essa para divulgar os talentos da nossa cidade, bem como a literatura e a importância da mulher na sociedade. Já que, algumas vezes, tais assuntos são deixados de lado ou são pouco trabalhados em sua essência e verdadeira beleza."  diz ela.


Bastidores
    
Confabulando com a Miss Cacciamani, amiga de longa data [longa mesmo, desde os tempos da faculdade de Biologia e do laboratório de Decápodas onde contávamos, medíamos, analisávamos e, nas horas vagas, comíamos camarões juntas - uma forma nada poética de estreitar laços, mas... funcionou: 13 anos de amizade e contando!]





Carioca se fazendo de inocente, ao lado de algumas das cúmplices [Andressa, eu e Laura Bastos] - logo ele, o maior responsável por isso tudo!







Ao lado da mulher da minha vida, minha mãe Marília, a Maruquinha.







Na foto abaixo, apreciando o evento dos bastidores, com Andressa Gutierres e a dupla dinâmica (à direita), Laura Bastos [voz e violão] e Inaê Dutra [cajon], que abriu o evento com as músicas Wonderwall (Oasis) e Falling in Love (McFly). Ao final, Laura apresentou ainda 'Make You Mine', de sua própria autoria.
E, como de costume, ao final do evento as garotas se reúnem para fazer arte em alegre bando!  
Meus mais sinceros agradecimentos ao Alex Brandão, da Tracy Lords (como se pode notar, o bendito fruto da foto) que foi presença constante no palco, acompanhando as apresentações da sua colega de banda, Mila (junto ao Carioca também), as da Andressa, e as minhas! Sem ensaio, eu só dizia a ele "vai ser um texto longo", "agora, um poema curto", "essa é do mal!" e ele fazia a trilha mais adequada possível! O blues que rolou com a performance do "Embrulho", foi... perfeito! Thanks a lot, Alex!

E muito obrigada também ao público que prestigiou o evento!
Preciso dizer o quanto amei ter estado lá?
Considerem, com isso, dito!
 

Fotografias de Jairo Tx

quarta-feira, junho 01, 2011

[pouco] Alerta

quarta-feira, junho 01, 2011 1
Poetry by Gustav Klimt
Ainda
corre nas veias
um pouco de tudo
o que ontem me fez

embriagada

Do álcool à poesia
do som
           - dos aplausos
do riso
           - das amigas
à alegria

É a poesia
mesmo
uma fonte
mas de quê?

de veneno*!

Creio ter sido por ela
inoculada. fui morta
e cá estou: bem
tão bem que não vejo

necessidade de aviso



"**Fecho os olhos pouco
Alerta!
"


*Referência ao poema "Peçonha", recitado ontem, 31/05, no 6º Garotas Fazem Arte - CMC, Rio Grande-RS. Na próxima postagem: poema inédito ["En.cantos dela"] feito para e lido na ocasião, e algumas fotos do evento!
** Referência a um antigo poema desta mesma autora intitulado "Navalha".

P+2T: Especial Erótico! Baixe o seu.

Curtiu? Curte lá: P+2T no Facebook

Ou siga por email, inscrevendo o seu aqui:

 
◄Design by Pocket Distributed by Deluxe Templates
Blogger Templates